intervenção no parque guinle

o projeto de intervenção nas portarias e demais adjacências do andar térreo do edifício caledônia, projetado por lucio costa entre 1948 e 1954 no parque guinle, no rio de janeiro, teve como sua motivação primordial a readequação conceitual de sua entrada frente uma reforma realizada na década de 1980. acreditando ser possível retomar as qualidades espaciais de seu andar térreo muito embora sem perder a “sensação de segurança” que boa parte dos condôminos solicitavam, a administração do caledônia nos contratou para tentar viabilizar esse encontro. o desafio do trabalho tornou-se então compatibilizar o idealismo modernista com as demandas e particularidades da vida atual. como premissa essencial optamos por realizar um trabalho de remoção do acréscimo indevido. isso significou a demolição das paredes em alvenaria, do forro em gesso que passou a limitar o pé direito do pilotis e do piso em mármore branco colado por cima da pedra portuguesa original, dentre outros elementos ornamentais existentes da intervenção anterior. apenas uma das portarias teria porteiro fixo e por isso recebeu um recorte no brise para comunicação direta do porteiro com o visitante. através de dois planos que se encontram gera-se uma arquitetura com discrição e respeito ao patrimônio onde se estabeleceu, buscando um diálogo possível com o caráter libertário e aberto da obra em questão.

endereço edifício caledônia,
laranjeiras, rio de janeiro
fase construído
início do projeto 2011
término da obra 2012
área construída 30m²

projeto de arquitetura
caio calafate e pedro varella
colaboração joão calafate
construtora modo – paulo darcy
fotografia demian jacob