prêmios

2019
Nomeação ao prêmio de arquitetura internacional DEBUT, pelo juri da Trienal de arquitetura de Lisboa.
juri: Ana Dana Beroš (HR), Anna Ramos Sanz (ES), Fosco Lucarelli (IT), Go Hasegawa (JP), Joaquim Moreno (PT), Mariabruna Fabrizi (IT) and Sofia von Ellrichshausen (CL).

2019
1º Lugar: Prêmio anual de arquitetura concedido pelo Instituto Tomie Othake em parceria com a Akzonobel.
Projeto: A praia e o tempo

2019
1º Lugar: Prêmio anual de arquitetura concedido pelo Instituto de arquitetos de São Paulo (IAB-SP), na categoria Arquitetura efêmera.
Projeto: A praia e o tempo

2019
Finalista do prêmio “panorama de obras”, XI BIAU -assunção, com o projeto “a praia e o tempo”.

2017
1º Lugar: prêmio Reynaldo Roels Jr. Para instalações artísticas, concedido pela Escola de Artes Visuais do Parque Lage (EAV) em parceria com o Museu de Arte Contemporânea de Niterói – RJ. Projeto: De onde não se vê quando se está

2017
Menção Honrosa: concurso nacional para a unidade SESC Limeira – SP, concedido pelo SESC.

2016
Nomeação: Mies Crown Hall Americas Prize (MCHAP) 2016”, concedido pelo Illinois institute of technology (IIT), Chicago – EUA.
Projeto: Cota 10

2015
1º Lugar: prêmio anual de arquitetura concedido pelo instituto Tomie Othake em parceria com a Akzonobel.
Projeto: Cota 10

2014
2º Lugar: concurso nacional de arquitetura para o complexo cultural do Museu de Imagem e do Som (MIS) Rio de Janeiro, concedido pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RJ)

2014
Menção honrosa: prêmio concedido pelo Enanparq – Encontro da associação nacional para pesquisadores em arquitetura e urbanismo - na categoria “publicação de livros”. Título: Rio Metropolitano - guia para uma arquitetura

2014
Menção honrosa: prêmio concedido pela IX Bienal Ibero-americana de Arquitetura (BIAU), na categoria “publicação de livros”. Título: Rio Metropolitano.

exposições

2021
MAR- Museu de arte do Rio. Rio de Janeiro, BR. Exposição “Casa Carioca”. Instalação BICA.
Curadoria: Marcelo Campos e Joice Berth.

2020
Le 104. Paris, FR. Festival Sequence Danse. Instalação Ambulancias, com Julie Despraires. trabalho
interrompido por conta da epidemia do COVID-19. link: https://www.104.fr/fiche-evenement/actions-tropicalistes.html

2019
C.I.V.A. Bruxelas, BE. Exposição ‘Architects at play’. Instalação baeada no projeto “a praia e o tempo”. curadoria: David Malaud, Cédric Libert. link: https://civa.brussels/en/exhibitions-events/finissage-architects-play

2019
XI BIAU. Assunção, PR. Bienal iberoamericana de Arquitetura e Urbanismo. Exposição em La Charita com o projeto “a praia e o tempo”, finalista do “panorama de
obras”.

2019
Instituto Tomie Othake. São Paulo, BR Exposição do projeto vencedor do prêmio Tomie Othake Akzonobel 2019, projeto “a praia e o tempo”.

2018
16ª Bienal de Arquitetura de Veneza. Veneza, IT. Exposição no Pavilhão do Brasil, com o trabalho “de onde não se vê quando se está”. curadoria: Laura González Fierro, Sol Camacho, Gabriel Kozlowski e Marcelo Maia Rosa.

2018
Museu de arte contemporânea de Niteroi. Rio de Janeiro - BR. Remontagem e adaptação da instalação“RIPOSATEVI”. curadoria: Pablo Leon de La Barra e Raphael Fonseca.

2018
Centro Cultural Oi Futuro. Rio de Janeiro - BR. Festival Multiplicidade. Instalação “Açoes no pátio”. curadoria: Batman Zavareze.

2017
STUDIO X – Rio (Columbia -GSAPP). Rio de Janeiro, BR. Exposição HOBRA-A, com Joerd Ter Borg. trabalhos “MAP” (instalação), “O visitante” (filme) e “Visível” (instalação). Curadoria: Pedro Rivera.

2017
Museu de arte contemporânea de Niteroi. Rio de Janeiro - BR.. instalação “ De onde não se vê quando
se está”, prêmio Reynaldo Roels jr. curadoria: Lisette Langnado, Ulisses Carrilho, Pablo Leon de La Barra, Rafael Fonseca.

2016
Crown Hall Illinois Institute of thecnology. Illinois, US. Exposição do projeto COTA 10 como nomeado ao prêmio Americas Prize (MCHAP) 2016. link: https://arch.iit.edu/prize/mchap/selected-works/project/cota-10

2016
Casa Laurinda dos Santos. Rio de Janeiro, BR. Pedro Varella, como artista participante do programa de
intercâmbio cultural (Holanda-Brasil). obras: MAP (instalação) e O visitante (filme).link: https://hobra.art.br

2015
Instituto Tomie Othake. São Paulo, Brasil. Exposição do projeto vencedor do prêmio de arquitetura Tomie Othake Akzonobel 2015, projeto “cota 10”.

2014
Exposição na ix bienal iberoamericana de arquitetura. Rosário, Argentina. menção honrosa com a livro Rio metropolitano (publicação). link: http://www.ixbiaurosario2014.org/publicaciones-premiadas.php

2014
Exposição na Fayga Ostrower Gallery (Brasília, Brasil). Concepção da estrutura para a obra Circuladô do artista André Parente. link: http://www.grua.arq.br/projetos/circulado

2013
Exposição no Centro Cultural São Paulo para a X International Bienalle of Architecture (são Paulo, brazil). Instalação baseada no livro Rio Metropolitano: guia para uma arquitetura.